rapel

Tudo sobre Rapel e dica de roteiro

Hoje vamos falar um pouco sobre mais um esporte de aventura, o rapel. A modalidade consiste em uma descida vertical com o auxílio de alguns equipamentos, principalmente a corda. Geralmente praticado em montanhas, cachoeiras e em contato com a natureza. A palavra rapel vem da língua francesa e significa “chamar” ou “recuperar”, sendo utilizada inicialmente para descrever a descida por cordas praticada em atividades como montanhismo, escalada e canyoning.

O rapel não é só uma atividade de aventura, a prática também é utilizada por pesquisadores e espeleólogos para descer em cavernas profundas e por bombeiros para o resgate e salvamento de vítimas.

Está curioso para se aventurar no rapel? É iniciante na atividade? Então vem conhecer um pouco mais sobre esta modalidade:

equipamentos de rapel

Principais equipamentos

Os equipamentos indispensáveis para a prática do rapel são:

  • corda – deve ser estática e suportar pesos acima de 1 tonelada. O tamanho varia de acordo com o local onde vai ser feita a atividade e a espessura deve ser maior que 11mm se for usada de forma simples.
  • bouldrier – conjunto de fitas que fica na cintura e nas pernas formando uma cadeirinha. Ela é ligada a corda através do freio.
  • freio oito – equipamento a base de titânio que possui a forma de um número 8. É por onde a corda passa e faz atrito, tornando possível o controle da descida pelo praticante.
  • mosquetão – prende o oito a cadeirinha e também é utilizado para prender as cordas aos grampos ou outros locais de ancoragem. É feito de titânio (alguns suportam pesos acima de 3 toneladas) possuindo diferentes modelos e formas (com ou sem trava).
  • capacete – protege o praticante em caso de escorregões ou pedras que podem se desprender e cair acidentalmente.
  • luvas – protegem as mãos durante a atividade, evitando machucados e queimaduras, além de facilitarem o controle da descida.
  • anel de fita – são fitas muito resistentes utilizadas para prender a corda em grampos, árvores ou qualquer outro ponto de fixação. Também protege a corda contra possíveis desgastes.

Quem pode praticar?

O rapel é fácil de ser praticado, porém é extremamente necessário que você esteja junto de um guia qualificado para garantir a sua segurança durante todo a atividade. Dependendo de onde será realizado, crianças a partir dos 6 anos, já podem participar.

Como é uma atividade que envolve adrenalina, é contra indicado para pessoas que tenham problema no coração. Também é contra indicado para pessoas com limitações de movimento.

Portanto, obedecendo aos critérios anteriores, estando em boa condição física e de saúde e não tendo problema com altura, você pode praticar o rapel.

Estilos da prática 

  • Inclinado – é o mais fácil de ser executado, sendo feito em uma parede ou pedra que possua menos de 90º de inclinação.
  • Vertical – a principal diferença da pratica anterior é na saída, onde dependendo do ponto de fixação da corda, é possível ter um alto nível de força no bouldrier por conta da passagem do plano horizontal para o vertical.
  • Negativo – é praticado sem o contato dos membros inferiores com qualquer tipo de  superfície como pedra ou parede. A saída é quase de cabeça para baixo, com uma velocidade de descida que aumenta rapidamente.
  • Invertido negativo – este sim assume uma posição invertida (de cabeça para baixo) após a saída.
  • Frente inclinada – possui as mesmas condições que o inclinado só que de frente para a decida.
  • Rapel de cachoeira/canyoning – é muito comum, podendo ser utilizados diversos tipos de descidas. É preciso ter muito cuidado pois você estará lidando com pedras escorregadias e cachoeiras que podem ter muita pressão de queda d’água.
  • Intercalado – A descida é realizada através de escalas, com descidas que podem incluir diferentes estilos. A descida é feita com a corda dobrada e presa em pelo menos mais um ponto de fixação (com no mínimo 3 m antes do final da corda).

rapel em cachoeira

Algumas dicas:

  • contratar uma agência especializada é fundamental para uma experiência segura e divertidas. Pesquise bem antes de escolher;
  • os equipamentos utilizados devem estar sempre em boas condições e ser de marcas e procedência. Também devem passar por manutenções constantes;
  • opte por um tênis com bastante aderência para prática da atividade;
  • o uso de calça ou bermuda será determinado pelo local onde o rapel será praticado;
  • mantenha-se hidratado, bebendo água até a chegada do local da descida;
  • use protetor solar;

Benefícios

Entre os diversos benefícios da prática do rapel podemos destacar o controle da ansiedade, aumento da força muscular e melhora da condição motora e redução do stress.

homens rapel cachoeira

Agora que você já sabe mais sobre o rapel, que tal uma dica de local para pratica? A imagem acima mostra o rapel na Cachoeira da Ressurreição, com 35 m de altura, em meio a Mata Atlântica preservada, na região de Águas Mornas-SC.

O acesso até a cachoeira é feito em 10 minutos de caminhada. A atividade pode ser feita por iniciantes na prática, com pelo menos 12 anos de idade, que pesem no máximo 120 kg e que não possuam problemas cardíacos e dificuldades de locomoção. Pessoas com deficiência visual ou auditiva estão aptas a participar da aventura!

O roteiro tem 3 h de duração (a descida da cachoeira leva em torno de 30 minutos), com saídas as 8h30 ou 13h, saiba mais.

 

 

 

 

One Response

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *